«

»

Imprimir Post

CAMARADA E IRMÃ ALBERTA PRESENTE. AGORA E SEMPRE

Ainda muito moça, na Itália, a jovem Alberta já mostrava que sua vida seria dedicada a uma causa, a principal delas, a luta em defesa dos pobres e trabalhadores.

Alberta Girardi, aprendeu desde cedo a lutar, seu pai foi um dos resistentes contra o fascismo na Itália. Em Veneza, a jovem irmã Alberta trabalhou cuidando de crianças órfãs e em Roma organizou uma escola de cinema para jovens órfãs.

Veio para o Brasil na década 70, trabalhando com a Comissão Pastoral da Terra (CPT) enfrentou a repressão da ditadura militar, teve companheiros que foram assassinados a mando do latifúndio, como o Pe. Josimo, foi perseguida e ameaçada de morte na região do Araguaia.

Na cidade de São Paulo continuou seu trabalho, com uma ternura e firmeza que se encontravam em seu pequeno, mas nada frágil corpo, pois era formada pela coragem e desprendimento daqueles que dedicam a vida à luta.

Como na Itália também dedicou parte de seu trabalho na Pastoral Carcerária, enfrentando a violência estatal que se empunha nos presídios, trabalhou também junto aos moradores de rua e por mais de duas décadas esteve junto ao Movimento dos Trabalhadores Rurais Sem Terra (MST).

Alberta, faleceu no dia 30 de dezembro, aos 97 anos, mas ela continua presente em nossa luta que segue. Ela é nossa irmã de classe, mais do que uma religiosa, é nossa camarada que com ternura cuidou de muitas crianças, que com firmeza enfrentou junto com os trabalhadores, a violência do Capital e seu Estado.

Alberta, nossa irmã de classe e camarada, presente agora e sempre.

 

Link permanente para este artigo: http://www.intersindical.org.br/2019/01/02/camarada-e-irma-alberta-presente/