«

»

Imprimir Post

Trabalhadores da Assistência Social (servidores e trabalhadores dos serviços terceirizados) de São Paulo vão às ruas na defesa de condições de trabalho, vacina e direitos do conjunto da classe trabalhadora

No dia 30 de abril aconteceram manifestações e paralisações organizadas pela oposição sindical Servidores em luta, CTP- Coletivo de trabalhadores terceirizados e o SINDSEP – Servidores dos municipais de São Paulo.

Fruto da construção da unidade dos Servidores municipais da Assistência com os trabalhadores do Serviços terceirizados da Assistência ao longo de 2020 contra o descaso da SMADS do Governo COVAS/PSDB e Governo Bolsonaro, na última sexta feira ocorreram paralisações dos trabalhadores e mobilizações em várias regiões da cidade.

Junto com a nossa classe que atendemos diariamente nos diversos serviços de idosos, de adolescentes, CRAS, CREAS, serviços de mulheres defendemos auxilio emergencial para o devido isolamento, ampliação de benefícios voltados para alimentação da população, vacina para todos e ampliação de equipe serviços que não podem parar e fechamento dos serviços que aglomeram e são de prevenção. 

Ao longo da semana, em apoio ativo aos entrevistadores que realizam cadastro para acesso da população à programas sociais, realizamos campanhas nas unidades de atendimento onde os servidores expuseram os calotes da FUNDAC que recebe verba pública, não paga direitos como VR, férias e até mesmo atrasa salários.

Agora a tarefa é aprofundar a organização dos trabalhadores da assistência com a população trabalhadora no cotidiano em defesa do Serviço público, contra a reforma administrativa e contra o governo da Morte. Ele não, Vacina sim!

 

 

 

 

Compartilhe!

Link permanente para este artigo: https://www.intersindical.org.br/2021/04/30/trabalhadores-da-assistencia-social-servidores-e-trabalhadores-dos-servicos-terceirizados-de-sao-paulo-vao-as-ruas-na-defesa-de-condicoes-de-trabalho-vacina-e-direitos-do-conjunto-da-classe-t/