«

»

Imprimir Post

NO 7 DE SETEMBRO MILHARES NAS RUAS CONTRA O GOVERNO GENOCIDA DE BOLSONARO E EM DEFESA DA VIDA POR COMIDA, DIREITOS, EMPREGO E LIBERDADES DEMOCRÁTICAS

O dia 7 de setembro foi marcado por firmeza de seguir ocupando a ruas para fortalecer a luta contra o genocida governo Bolsonaro, responsável direto pela tragédia que já arrancou a vida de mais de milhão de pessoas na pandemia, um governo que ataca a vida seja pelo vírus, seja pela fome.

Num momento em que no Brasil mais de 60 milhões estão na miséria absoluta, em que os trabalhadores sofrem com o arrocho salarial, a carestia e o desemprego, Bolsonaro e sua corja covarde atentam contra as liberdades democráticas que a classe trabalhadora e a juventude lutaram muito para garantir.

Aquele que prefere fuzil à feijão viu o tiro sair pela culatra: Bolsonaro e seus apoiadores os saudosos da ditadura militar, racistas, homofóbicos e misóginos queriam ver o sangue nas ruas dos que lutam pela vida, bradaram muito e fizeram pouco, derrubaram algumas grades na Esplanada dos Ministérios em Brasília com a conivência da Polícia, provocaram militantes de esquerda em algumas cidades e saíram correndo e para quem queria pelo menos 1 milhão nas ruas, ficou longe, muito longe de seu objetivo.

Bolsonaro com seu discurso golpista, tenta desesperadamente negar a realidade que mostra a rejeição ao seu governo aumentar de forma vigorosa a cada dia, tenta esconder o mar de corrupção que ele e sua família estão mergulhados há anos, além das falcatruas de seu governo no Ministério da Saúde durante a pandemia.

Ontem enquanto os que bradavam por dissolução do STF, intervenção militar e atacavam à esquerda, a classe trabalhadora foi as ruas exigir comida, direitos, emprego, lutar contra as privatizações e exigir o fim desse governo da morte.

As bandeiras vermelhas tomaram as praças em todas as capitais e em mais de 200 cidades pelo país afora, mesmo com o discurso de ódio de Bolsonaro e sua corja, mesmo com o recuo de algumas organizações entre alguns partidos de oposição e algumas poucas centrais sindicais em convocar a manifestação, o dia foi de luta pelo Fora Bolsonaro, o dia foi de luta contra os ataques do Capital e desse governo genocida.

A tarefa principal segue sendo o fortalecimento da luta nas ruas e principalmente nos locais de trabalho, pois é na construção da greve geral que podemos por fim a esse governo da morte e avançar na luta contra os ataques do Capital que se mantém na exata medida do aumento da miséria de nossa classe.

 

São Paulo/SP

São Paulo/SP

São Paulo/SP

São Paulo/SP

São Paulo/SP

São Paulo/SP

São Paulo/SP

São Paulo/SP

São Paulo/SP

São Paulo/SP

São Paulo/SP

Blumenau/SC

Blumenau/SC

Blumenau/SC

Blumenau/SC

Blumenau/SC

Blumenau/SC

Blumenau/SC

Blumenau/SC

Blumenau/SC

Blumenau/SC

Campinas/SP

Campinas/SP

 

Ipatinga/MG

Ipatinga/MG

Ipatinga/MG

Ipatinga/MG

Ipatinga/MG

Ipatinga/MG

Ipatinga/MG

Ipatinga/MG

Ipatinga/MG

Ipatinga/MG

Santos/SP

Santos/SP

Santos/SP

Curitiba/PR

Curitiba/PR

Curitiba/PR

Curitiba/PR

Rio de Janeiro/RJ

Rio de Janeiro/RJ

Rio de Janeiro/RJ

Feira de Santana/BA

Compartilhe!

Link permanente para este artigo: https://www.intersindical.org.br/2021/09/08/no-7-de-setembro-milhares-nas-ruas-contra-o-governo-genocida-de-bolsonaro-e-em-defesa-da-vida/