«

»

Imprimir Post

NO BRASIL DESGOVERNADO POR BOLSONARO: MAIS DE 4 MIL MORTES NUM DIA. PARAR TUDO QUE NÃO É ESSENCIAL NESSE MOMENTO É A ÚNICA FORMA DE CONTER A CONTAMINAÇÃO. PARAR ESSE GOVERNO É A ÚNICA FORMA DE PARAR A MATANÇA. 07 DE ABRIL: DIA MUNDIAL DA SAÚDE, MAIS UM DIA DE LUTA EM DEFESA DA VIDA 

 

Em todas as regiões do Brasil, manifestações acontecem nesse 07 de abril – Dia Mundial da Saúde contra o governo genocida de Bolsonaro.

Às vésperas desse dia, o Brasil registrou o macabro número de mais de 4 mil mortes em 24 horas. Vidas arrancadas por conta desse governo que tripudia sob a vida de milhões, segue combatendo as medidas de isolamento e retardando ao máximo a chegada da vacina.

As filas de espera por vagas nas UTI’s para tratamento dos casos graves de COVID 19 já chega a mais de mil pessoas como em São Paulo e ainda não chega a 3% o total de pessoas vacinadas com as duas doses no Brasil.

Mas, mesmo que houvesse mais vagas nas UTI’s e a vacinação estivesse mais acelerada, mesmo assim é fundamental nesse momento mais grave da pandemia a garantia do isolamento, a única forma de conter a contaminação do vírus que ao sofrer mutações aumentou seu potencial de transmissão.  

O devido isolamento só pode acontecer com a paralisação de todas as atividades não essenciais nesse momento de pandemia, das mais de 330 mil vidas arrancadas no Brasil, a maioria faz parte da classe trabalhadora que segue sendo obrigada a se aglomerar nos transportes, fábricas, bancos, comércios.

Somente a paralisação de tudo o que não é essencial nesse momento de pandemia, o chamando lockdown, pode conter essa tragédia que transformou o Brasil no centro dessa tragédia que tem responsável: esse governo da morte e os patrões que se aproveitam da desgraça para reorganizarem seus negócios e lucrarem em cima dos corpos que se amontoam em todas as regiões do país.

Nesse 07 de abril em cada canto desse país, nos locais de trabalho e nas ruas é preciso fortalecer a luta em defesa do SUS, um dos maiores e mais completos sistemas de saúde públicos do mundo que vem sendo sucateado pelos sucessivos governos e mesmo assim tem sido fundamental para enfrentar essa tragédia que nos assola.

Nesse 07 de abril é momento de fortalecer a luta em defesa da vida e para isso é preciso avançar na exigência do fim desse governo que a cada dia produz mais mortes. Bolsonaro atenta contra a vida de milhões ao combater o devido isolamento, não garantir a vacinação e ao retirar dos trabalhadores desempregados o mínimo para sua sobrevivência, pois é isso que significa pagar apenas R$150,00 de auxílio emergencial para milhões que não têm como colocar comida em casa.

No Brasil a saúde e a vida de milhões da classe trabalhadora estão em risco seja pelo vírus, seja pela fome e isso só vai acabar pondo fim a esse governo da morte.

É PELA VIDA:

– PARALISAÇÃO DE TODAS AS ATIVIDADES NÃO ESSENCIAIS NESSE MOMENTO DE PANDEMIA: ESTABILIDADE NO EMPREGO PARA TODOS OS TRABALHADORES, PROTEÇÃO AOS DIREITOS E SALÁRIOS.

– RETORNO IMEDIATO DO AUXÍLIO EMERGENCIAL DE NO MÍNIMO R$600,00

– VACINAÇÃO JÁ E PARA TODOS

– FORTALECIMENTO DO SUS, CONTRA AS PRIVATIZAÇÕES EM DEFESA DOS SERVIÇOS PÚBLICOS E DE QUALIDADE PARA A POPULAÇÃO TRABALHADORA

– FORA BOLSONARO: PARAR ESSE GOVERNO PARA PARAR A MATANÇA

Compartilhe!

Link permanente para este artigo: https://www.intersindical.org.br/2021/04/07/no-brasil-desgovernado-por-bolsonaro-mais-de-4-mil-mortes-num-dia-parar-tudo-que-nao-e-essencial-nesse-momento-e-unica-forma-de-conter-contaminacao-parar-esse-governo-e-unica-forma-de-parar/