«

»

Imprimir Post

SINDICATO DOS SAPATEIROS DE FRANCA/SP NA LUTA CONTRA O ATAQUE PATRONAL QUE SE APROVEITA DA PANDEMIA PARA DEMITIR MILHARES DE TRABALHADORES

O Sindicato dos Sapateiros de Franca/SP tem enfrentado a ofensiva patronal que tem atacado os empregos, salários e diretos dos trabalhadores.

Em Franca/SP está instalado um dos maiores polos de produção de calçados do país e os patrões, desde a imposição da reforma trabalhista em 2017, têm intensificado os ataques aos direitos dos trabalhadores, desrespeitando os direitos conquistados através de muita luta organizada pelo Sindicato e agora se aproveitam da pandemia para avançar ainda mais contra os sapateiros.

Desde o início da pandemia do novo coronavírus, o setor calçadista em Franca foi o porta-voz dos empresários que exigiam o fim do isolamento social na cidade. Enquanto pressionavam o governo municipal para retomar todas as atividades não essenciais nesse momento de pandemia, os patrões das indústrias de calçado, além de manter os trabalhadores confinados nas fábricas, começaram a demitir e, depois da imposição das Medidas Provisórias 936 e 927 criadas pelo governo Bolsonaro para proteger os interesses dos patronais, as empresas do setor calçadista continuaram a demitir, reduzir salários e retirar direitos.

Empresas de grande porte como Carmen Steffens, Mariner, Rafarillo, e tantas outras têm efetuado demissões em massa, ou seja, os trabalhadores estavam na mira do vírus confinados dentro das empresas e agora também estão na mira da fome ao terem seus empregos retirados no meio de uma pandemia que já matou mais de 14 mil pessoas no Brasil.

O Sindicato dos Sapateiros de Franca tem pressionado para garantir acordos coletivos que garantam os salários e os empregos dos trabalhadores e segue denunciando as empresas que estão se escorando nas Medidas Provisórias do governo para passar por cima dos direitos e continuar com as demissões.

Por conta das denúncias feitas pelo Sindicato dos Sapateiros, o Ministério Público do Trabalho tem feito várias audiências onde se constata que os patrões estão se aproveitando da pandemia para atacar ainda mais os salários e os empregos dos trabalhadores.

A luta dos sapateiros de Franca segue na firmeza da ação do Sindicato de enfrentar a carnificina aos empregos imposta pelos patrões e pelas medidas do governo genocida de Bolsonaro.

Compartilhe!

Link permanente para este artigo: http://www.intersindical.org.br/2020/05/18/sindicato-dos-sapateiros-de-francasp-na-luta-contra-o-ataque-patronal-que-se-aproveita-da-pandemia-para-demitir-milhares-de-trabalhadores/