«

»

Imprimir Post

A SERVIÇO DA USIMINAS PARA ATACAR DIREITOS DOS TRABALHADORES: pelego Luiz Carlos Miranda, que foi presidente do Sindicato dos Metalúrgicos de Ipatinga/MG, é denunciado por lavagem de dinheiro A atual diretoria do SINDIPA segue firme exigindo que haja a devida punição contra todos aqueles que por anos atacaram direitos e dilapidaram o patrimônio da categoria

Mais denúncias contra o pelego Luiz Carlos Miranda, conhecido como Boca Roxa, que foi presidente do Sindicato dos Metalúrgicos de Ipatinga/MG (SINDIPA) até 2012, escancaram que durante todo o tempo em que esteve no SINDIPA serviu aos patrões aceitando acordos que rebaixaram salários e retiraram direitos dos trabalhadores.

Luiz Carlos se enriqueceu às custas de entregar direitos dos trabalhadores e dilapidar o patrimônio da categoria, as denúncias divulgadas nessa semana por vários órgãos da imprensa mostram que a partir de investigação e ação movida pelo Ministério Público do Trabalho se revelou que enquanto o pelego esteve no Sindicato foram desviados mais de R$ 2 milhões e contratos com a Fundação São Francisco Xavier, entidade controlada pela Usiminas.

De acordo com a investigação do Ministério Público do Trabalho e do Grupo de Atuação Especial de Combate ao Crime Organizado (GAECO), Luiz Carlos manipulava acordos e convenções de trabalho com o objetivo de beneficiar a usina. De acordo com a denúncia em troca, a empresa repassava dinheiro para o pelego através de falsos contratos de prestação de serviços pelo Sindicato através da Fundação São Francisco Xavier.

Contratos de aluguel de um imóvel do Sindicato totalizaram o repasse de mais de R$ 2 milhões à Luís Carlos Miranda. 

São muitos e graves os atos cometidos pelo pelego Luiz Carlos que prejudicaram os trabalhadores, em função disso, desde 2012 ele e parte de sua turma são proibidos de disputar as eleições do Sindicato, por conta dos crimes cometidos contra a categoria.  

Em 2012 depois de uma intensa batalha, a chapa de Oposição da Intersindical conseguiu disputar as eleições e junto com os metalúrgicos derrotou a chapa apoiada pelo pelego Boca Roxa e pela Usiminas

Desde a derrota dos pelegos e da Usiminas, a direção do SINDIPA está empenhada em buscar reconstruir o patrimônio da categoria que foi dilapidado pelo pelego e sua turma.

E o mais importante: a direção eleita pelos trabalhadores pôs fim a toda maracutaia montada pelos pelegos. Acabaram-se os Acordos que retiravam direitos dos trabalhadores, não há dinheiro do patrão financiando nenhuma atividade do Sindicato, o SINDIPA voltou a ser o instrumento de luta e defesa dos trabalhadores.

Compartilhe!

Link permanente para este artigo: https://www.intersindical.org.br/2020/08/28/servico-da-usiminas-para-atacar-direitos-dos-trabalhadores-pelego-luiz-carlos-miranda-que-foi-presidente-do-sindicato-dos-metalurgicos-de-ipatingamg-e-denunciado-por-lavagem-de-dinheiro/