«

»

Imprimir Post

TRABALHADORES NOS CORREIOS FAZEM PARALISAÇÃO NACIONAL- Paraná Presente na Luta!

Por SINTCOM/PR

Hoje, 27 de abril, é dia de LUTA! Trabalhadores dos Correios de todo o Paraná estão em greve. A paralisação de 24 horas é nacional e conta com a adesão de 22 bases sindicais em 18 estados: : AM, AL, CE, CAS/SP, ES, JFA/MG, MA, MG, MT, PE, PR, RN, SMA/RS, URA/MG, RPO/SP, DF, BA, GO, PA, AC, MS, STS/SP. Algumas das cidades que estão na luta são Curitiba, Londrina, Maringá, Cascavel, Ponta Grossa, Pérola, Morretes, Bocaiúva do Sul, Colombo, Matinhos, Praia de Leste, Arapongas, Rio Branco do Sul e Itaperuçu. Em Curitiba, trabalhadores bloquearam a saída de caminhões do SEDEX e a entrega está paralisada.

A ampla maioria dos trabalhadores presentes foi favorável à decisão em assembleias realizadas na noite de segunda e terça-feira, dias 25 e 26 de abril. O ato integra o Calendário de Lutas da categoria, definido em janeiro no CONSIN – Conselho dos Sindicatos filiados à Fentect.

As principais reivindicações da mobilização são pela manutenção de nossos empregos, por condições de trabalho, pela segurança nas agências, contra o rombo do Postalis e contra a privatização dos Correios – devemos lutar contra a PLS 555, porém também temos que ir à luta pela revogação de todos os capítulos do novo estatuto que possibilitam a privatização da empresa pela assembleia de acionistas, bem como a permissão de constituição de empresas coligadas, parceiras, subsidiárias e parcerias comerciais na atividade da empresa.

VAMOS À LUTA CONTRA O DESMONTE DOS CORREIOS, QUE VISA À PRIVATIZAÇÃO!

 

Ameaças aos nossos empregos

O faturamento da ECT, que é o fruto do nosso trabalho, só tem crescido. Por outro lado, o lucro cai, uma vez que é consequência direta das más decisões de investimento da administração da ECT.

Desde 2015, a empresa tem alegado déficit de R$ 1,3 bilhões e ameaça os trabalhadores com argumento de falta de verba para os pagamentos a partir do próximo semestre. A empresa tenta amedrontar a categoria para enfraquecer nossas lutas, mas na prática mostra para onde vai o lucro que consegue com nosso suor: os Correios aumentam os números e valores de patrocínios, como os R$ 300 milhões destinados às Olimpíadas, e continua o projeto de modernização, com a compra de maquinários de última geração para diversos complexos operacionais.

Mais um ataque: rombo do Postalis

A partir do mês de maio, recairá sobre os contracheques de cada trabalhador parte da conta do Postalis. Mesmo com os três votos contrários dos conselheiros eleitos pela categoria, a patrocinadora do plano, a ECT, conseguiu aprovar, com o voto de minerva do presidente do Conselho Deliberativo, o valor de 17,92% que deverá ser descontado para equacionamento do déficit do Plano BD. Vamos exigir que os responsáveis é que paguem o rombo! O Sintcom-PR irá entrar com uma ação jurídica para embargar a cobrança!

Sobrecarga de trabalho

A ausência de concursos públicos e a continuidade dos programas de desligamentos da ECT acarretam ainda mais sobrecarga de trabalho. Isso gera mais adoecimento na categoria diante de exaustivas horas de trabalho. O quadro é ainda mais alarmante com a implantação da Distribuição Domiciliar Alternada – DDA pela empresa, que é a institucionalização da dobra.

Postal Saúde

Com a mudança na gestão dos Correios, os planos da empresa ficaram claros: demitir, fechar agências, reduzir salários e voltar com a ameaça de mensalidade e retirada de dependentes no plano de saúde. No ano passado, conseguimos barrar os ataques ao nosso plano de saúde, mas neste ano a luta deverá ser ainda maior

 

Clique aqui para conferir mais fotos da paralisação.

Compartilhe!

Link permanente para este artigo: https://www.intersindical.org.br/2016/05/13/trabalhadores-nos-correios-fazem-paralisacao-nacional-parana-presente-na-luta/