FIRMES PROFESSORES DO MAGISTÉRIO MUNICIPAL E SERVIDORES DE CURITIBA ENFRENTARAM A REPRESSÃO COMANDADA PELO PREFEITO E SEUS VEREADORES.

A GREVE CONTINUA EM DEFESA DOS DIREITOS

A manhã de hoje em Curitiba, ficou marcada com a reedição da ação de repressão do Estado que aconteceu em 2015 contra os trabalhadores do serviço público.

Se em 2015 Beto Richa do PSDB colocou a Polícia para atacar trabalhadores do serviço público estadual que lutavam pelos direitos que o governo tentava exterminar, na manhã de hoje o que se viveu foi o enfrentamento contra a mesma Polícia que à serviço do Prefeito Rafael Greca/PMN atacou professores do Magistério Municipal e o conjunto do funcionalismo municipal que estão em luta contra o assalto à Previdência, o congelamento dos salários e a retirada de direitos.

pacotaco26 10

Os vereadores se esconderam atrás da repressão do Estado para votar o pacotaço do governo municipal que retira direitos garantidos através de muita luta pelos trabalhadores municipais de Curitiba.

Bombas jogadas dos helicópteros da Polícia Militar, gás pimenta, cassetetes, cavalaria, toda a repressão do Estado a serviço do governo e de seus parlamentares para atacar os trabalhadores em luta em defesa dos direitos que essa corja tenta exterminar.

pacotaco26 7

A mesma receita aplicada por outros governos estaduais e municipais é aplicada em Curitiba/PR, abasteceram as empresas privadas de farta ajuda com os recursos públicos e agora tentam impor aos trabalhadores o pagamento da fatura dessa conta.

Mas os trabalhadores não se intimidaram, enfrentaram a repressão e o mais importante seguem firmes na greve que entra na sua terceira semana. Uma luta que é do conjunto da classe trabalhadora.

pacotaco26 11

A luta dos trabalhadores do serviço público de Curitiba soma-se a luta geral da classe trabalhadora contra os ataques do Capital e seus governos que querem acabar com à Previdência, nos obrigar a trabalhar até morrer com suas propostas de massacre à aposentadoria e aos direitos trabalhistas.

O funcionalismo público de Curitiba decidiu que a greve continua, a luta vai se espalhar pelo conjunto da cidade e é mais um exemplo para o conjunto dos trabalhadores que é se colocando em movimento que garantimos nenhum direito a menos e avançamos em nossas reivindicações.

A INTERSINDICAL está firme lado a lado dos trabalhadores em greve. Na luta que garantimos os direitos e é no fortalecimento dessa luta que vamos enfrentar os ataques do Capital e de seu Estado.

pacotaco26 3

 

Última modificação em Segunda, 26 Junho 2017 21:02