Servidores de Curitiba ocupam Câmara Municipal para impedir a votação do pacotaço

Por Sismmac

Apesar da Câmara Municipal ter amanhecido cercada pela força policial, os servidores municipais de Curitiba não se intimidaram e começaram o ato de hoje (20) firmes para barrar o pacotaço.

A sessão plenária para a votação do pacotaço de ajuste fiscal do Greca, que estava marcada para começar às 9h, foi suspensa devido à pressão dos servidores que tomaram a praça da Câmara em um grande ato.A barreira policial foi rompida e houve truculência por parte da polícia, que agrediu muitos servidores na tentativa de impedir a entrada na Casa. Além disso, diversos manifestantes também já foram detidos. Mesmo assim, um grupo conseguiu ocupar a Câmara e a pressão na praça também continua.

Agora, os vereadores estão reunidos nos anexos da Câmara e a sessão continua suspensa, mas ainda não foi cancelada. Isso significa que a votação dos projetos pode acontecer a qualquer momento.

Por isso, a mobilização dos trabalhadores do serviço público deve continuar firme no período da tarde para impedir a votação e exigir que o pacotaço e todos os projetos que atacam os nossos direitos sejam retirados de tramitação.

WhatsApp_Image_2017-06-20_at_13.41.06.jpeg

WhatsApp_Image_2017-06-20_at_13.41.38.jpeg