«

Imprimir Post

MAIS UM GRAVE ACIDENTE DE TRABALHO DEIXA DEZENAS DE TRABALHADORES FERIDOS Dessa vez na empresa química Aldebras em Vinhedo/SP 

O SINDICATO DOS QUÍMICOS DE VINHEDO ESTÁ ENCAMINHANDO AS AÇÕES PARA EXIGIR RESPONSABILIZAÇÃO DA EMPRESA E A DEVIDA PROTEÇÃO AOS TRABALHADORES

Na manhã desse quarta-feira dia 25/01, na empresa de fitas adesivas Adelbras, fábrica química na cidade de Vinhedo/SP, ocorreu uma explosão em uma de suas máquinas que provocou um acidente deixando 5 trabalhadores gravemente feridos e mais 7 hospitalizados.

A explosão aconteceu num dos setores de produção da fábrica o que provocou um grande acidente deixando ao menos 5 trabalhadores com queimaduras graves.

Logo que soube do acidente, o Sindicato dos Químicos de Vinhedo/Intersindical foi até a empresa e ficou lá o dia todo cobrando informações da direção da empresa informações sobre a situação de cada trabalhador vitimado no acidente e ações de proteção ao conjunto dos trabalhadores.

Mas, a direção da empresa que tem uma prática recorrente de desrespeito aos trabalhadores novamente fugiu de apresentar as devidas informações sobre mais esse grave acidente provocado pelas péssimas condições de trabalho.

O Sindicato dos Químicos de Vinhedo já está buscando informações nos hospitais e contato com os familiares dos trabalhadores, além disso está encaminhando as devidas denúncias aos órgãos de fiscalização, ações judiciais e o mais importante: organizando a luta em defesa da saúde e da vida dos trabalhadores.

Enquanto os patrões se fartam de lucros, os trabalhadores que produzem esses lucros são vítimas além do arrocho salarial , do desrespeito aos direitos, das péssimas condições de trabalho que atacam a saúde e vida.

Não tem perdão, exigimos a devida responsabilização e punição da Adelbras, tratamento a todos os trabalhadores vítimas do acidente e condições de trabalho que protejam a vida dos trabalhadores.

Compartilhe!

Link permanente para este artigo: http://www.intersindical.org.br/2023/01/25/mais-um-grave-acidente-de-trabalho-deixa-dezenas-de-trabalhadores-feridos/