«

»

Imprimir Post

LUTAR POR UMA SOCIEDADE SEM OPRESSÃO E EXPLORAÇÃO: ONDE SEJAMOS HUMANAMENTE DIFERENTES E SOCIALMENTE IGUAIS Para além do dia 28 de junho, lutar contra toda forma de homofobia que provoca dor, violência e morte

Hoje, dia 28 de junho no mundo todo se celebra a resistência e a luta contra a homofobia que fere e mata. Essa data marca a importante resistência LGBT à repressão imposta pelo Estado nos EUA na década de 1960, a data se transformou num marco na luta que atravessa as cercas das nações e deve ser cada vez mais parte da luta geral da classe trabalhadora.

No Brasil só em 2021 mais de 300 assassinatos aconteceram contra LGBT´S, mas essa violência que fere e mata é muito maior pois a subnotificação é gigante, violência que foi potencializada pelo governo Bolsonaro, um governo que vocifera sua homofobia, machismo e racismo.

O capitalismo que se aproveita da alienação e da opressão para aprofundar a desigualdade, hipocritamente tenta esconder isso ao buscar se apropriar das bandeiras de luta contra o machismo, o racismo e também contra a homofobia em suas falsas propagandas em defesa da igualdade. São muitas as investidas de propaganda ideológica do Capital tentando sequestrar os significados de vários dias internacionais de luta, como o 8 de Março – Dia Internacional de Luta das Mulheres Trabalhadoras e como o dia de hoje, Dia Internacional de Luta e resistência contra a homofobia. Dessa forma, tenta esconder o quanto o machismo, o racismo e homofobia contribuem para aumentar a alienação que servem para aumentar a opressão e a exploração.

Portanto, a luta contra homofobia e toda forma de opressão que fere e mata deve ser uma luta da classe trabalhadora contra o Capital e seus governos de plantão, por uma sociedade onde ser diferente, não signifique ser desigual.

Para isso é preciso derrotar o sistema que se mantém na exata medida em que mata grande parte de nossa classe, derrotar um sistema que se apoia na discriminação e preconceitos impostos que atentam contra vida de quem tem a coragem de existir como é, de quem luta em defesa da vida. Esse é uma luta que só avançará na luta da classe trabalhadora por sua emancipação.

Compartilhe!

Link permanente para este artigo: http://www.intersindical.org.br/2022/06/28/lutar-por-uma-sociedade-sem-opressao-e-exploracao-onde-sejamos-humanamente-diferentes-e-socialmente-iguais/