«

»

Imprimir Post

EM UNIDADE DE AÇÃO COM AS CENTRAIS SINDICAIS E DEMAIS ORGANIZAÇÕES, A INTERSINDICAL ESTÁ NA CAMPANHA EXIGINDO A TAXAÇÃO DAS GRANDES FORTUNAS

Bolsonaro, além de tenta obrigar os trabalhadores a irem para as ruas e ficarem na mira do coronavírus, impõe medidas que atacam salários, direitos e empregos dos trabalhadores ao mesmo tempo em que abre cada vez mais crédito para as empresas e não há nenhuma medida por parte do governo que taxe as grandes fortunas, num país que tem uma das maiores concentrações de riqueza do mundo.

A Intersindical – Instrumento de Luta e Organização da Classe Trabalhadora, em unidade com as Centrais Sindicais e demais Organizações que estão em luta contra os ataques do governo, está na campanha pela taxação das grandes fortunas.

Nos somaremos às atividades de campanha e pressão exigindo a urgência de um projeto de lei que taxe as grandes fortunas.  

Vamos fortalecer a luta para: QUE OS RICOS PAGUEM POR SUA CRISE,

EM DEFESA DOS DIREITOS E DA VIDA DA CLASSE TRABALHADORA

Abaixo a Nota das Centrais Sindicais: 

TAXAR FORTUNAS PARA SALVAR VIDAS

O Brasil está entre os 10 países mais desiguais do mundo. A pandemia do coronavírus aprofundou as crises política, econômica e social que já estávamos atravessando. A gravidade do momento exige todos os esforços para salvar as vidas em risco, seja pelo adoecimento ou pela pobreza.

A resolução desse problema não pode vir do bolso dos mais pobres. Quem deve pagar a conta são os acumuladores de riqueza, os banqueiros, os especuladores do mercado financeiro, os milionários.

De cada mil contribuintes, apenas 8 contam com uma renda mensal de mais de 80 salários mínimos. Essa elite responde sozinha por um terço de toda a riqueza declarada em bens e ativos financeiros, sendo que metade dessas pessoas chega a ganhar, em média, 4 milhões de reais por mês.

É hora de aumentar os impostos de quem pode mais e proteger quem pode menos, como as pessoas sem renda, trabalhadores informais e a classe média. Uma taxação desse tipo permitiria aumentar o investimento no Sistema Único de Saúde (SUS) e o financiamento de ações de proteção social, de modo a garantir uma vida digna a toda a população impactada pelas medidas de contenção do coronavirus.

Por isso, propomos:

– Taxação de lucros e dividendos das pessoas físicas detentoras de cotas e ações de empresas

– Instituição de alíquota sobre os lucros remetidos ao exterior

– Imposto sobre grandes fortunas previsto na Constituição Federal

– Aumento do Imposto Territorial Rural (ITR), incidente sobre propriedades com mais de 1000 hectares

– Empréstimo compulsório das empresas com patrimônio superior a 1 bilhão de reais

– Tributação de aplicações financeiras hoje isentas de imposto

 

CUT – Central Única dos Trabalhadores 

Força Sindical 

CTB – Central dos Trabalhadores e Trabalhadoras do Brasil 

NCST – Nova Central Sindical dos Trabalhadores 

UGT – União Geral dos Trabalhadores 

CGTB – Central Geral dos Trabalhadores do Brasil 

CSB – Central dos Sindicatos Brasileiros 

Intersindical – Central da Classe Trabalhadora 

CSP – CONLUTAS 

Intersindical – Instrumento de Luta e Organização da Classe Trabalhadora

Pública Central do Servidor

São Paulo, 11 de abril de 2020.

 

Acesse o link e participe também do abaixo assinado: http://chng.it/Pyv9TnLZzc

 

Compartilhe!

Link permanente para este artigo: http://www.intersindical.org.br/2020/04/14/em-unidade-de-acao-com-as-centrais-sindicais-e-demais-organizacoes-intersindical-esta-na-campanha-exigindo-taxacao-das-grandes-fortunas/