«

»

Imprimir Post

TRAGÉDIA NA BAIXADA SANTISTA: DESCASO DOS GOVERNOS COM MORADIA E SANEAMENTO, AUMENTO DA MISÉRIA PROVOCAM MORTES E DESALENTO

Desmoronamentos de morros, inundações que soterraram e mataram dezenas de pessoas, entra elas crianças e idosos, é a dura realidade que está vivendo a população na Baixada Santista nessa semana.

As cidades mais atingidas pelos temporais foram o Guarujá, São Vicente e Santos, e seja na Baixada Santista, Rio de Janeiro ou Minas Gerais, os governos falam a mesma coisa: tentam se justificar, culpando o aumento do volume das chuvas e, mais grave, acusam a população que vive nos morros, encostas, vítimas do aumento da miséria no país, por mais essa tragédia.

Enquanto negam moradia digna para a população mais pobre, os governos além de serem coniventes com a especulação imobiliária em que os ricos só ampliam suas mansões, também pioram cada vez mais os serviços públicos, cortando da saúde, saneamento e assistência social.

É preciso solidariedade ativa aos nossos irmãos de classe que perderam o pouco que tinham, solidariedade àqueles que perderam pessoas das famílias que foram mortas por mais uma tragédia em que as principais vítimas são os mais pobres. Junto a solidariedade é preciso fortalecer a luta do conjunto da classe trabalhadora em defesa dos direitos, por condições dignas de vida e trabalho.

 

Link permanente para este artigo: http://www.intersindical.org.br/2020/03/04/tragedia-na-baixada-santista-descaso-dos-governos-com-moradia-e-saneamento-aumento-da-miseria-provocam-mortes-e-desalento/