«

»

Imprimir Post

OS SAUDOSOS DA DITADURA MILITAR NÃO PASSARÃO É urgente ocupar as ruas contra o governo Bolsonaro que junto com os covardes defensores da ditadura militar quer exterminar os direitos garantidos através de muita luta

Nos dias de carnaval circulou pelas redes sociais, vídeos e cartazes convocando uma manifestação para o dia 15 de março em que os covardes que só saem de seus porões quando têm, por exemplo, um governo saudoso da ditadura militar, tentam chamar atos em defesa do governo Bolsonaro onde também reivindicam o fechamento do Congresso Nacional.

No vídeo esses covardes, que só se mostram valentões escondidos pelo mundo virtual das redes sociais, dizem que os generais esperam a “ordem do povo”. De que ordem falam? O que defendem esses vermes que são saudosos do período mais sombrio que levou para prisão, tortura e morte muitos dos que lutavam contra a ditadura, que lutavam por melhores condições de vida e trabalho?

A ordem que não a população trabalhadora espera, mas sim esses vermes covardes, é a volta ao tempo em que um governo militar financiado pela burguesia, prendia e matava muitos dos que lutavam pelos direitos que, hoje, Bolsonaro tenta exterminar.

Defendem o governo Bolsonaro que, desde que tomou posse, tem atacado direitos dos trabalhadores, e é conivente com o extermínio dos mais pobres que lutam nas periferias do país para viverem com dignidade, o aumento da morte de indígenas, negros, mulheres, LGBT’S.

Bolsonaro ao compartilhar o vídeo que convoca os atos de 15 de março, não só desrespeitou todos as regras definidas na Constituição que um presidente deve se submeter, mostrou que seu objetivo é a todo custo esconder sua relação com o esquadrão da morte de hoje, que são as milícias, os atos de corrupção de seus filhos e de sua campanha, como tenta se manter na cadeira da presidência para seguir sua política de extermínio aos direitos do conjunto da classe trabalhadora que foram garantidos através da luta  de muitos que deram sua própria vida para derrotar a ditadura militar.

É mais do que defender a democracia, é defender o direito de se organizar para seguir a luta em defesa dos direitos, e para isso é preciso não só dizer NÃO aos vermes covardes escondidos nas redes sociais que convocam esses atos para o 15 de março. É hora de exigir o impeachment desse presidente miliciano que atenta contra os direitos e a vida do conjunto da classe trabalhadora e de seus filhos. 

Nos dias de carnaval enquanto os covardes saudosos da ditadura militar tentam convocar um ato para defender seu presidente, o que se viu pelas ruas do país foi uma multidão cantando sambas-enredo e palavras de ordem, contra esse governo de morte, é mais do que hora de transformar isso e toda a indignação em movimento contra esse governo, uma luta em defesa dos direitos e da vida. Vamos fortalecer em cada local de trabalho, estudo e moradia, as manifestações em defesa dos direitos, como o 8 de Março, dia Internacional de Luta das Mulheres, o  dia 18 de março, dia de paralisação em defesa do serviço público e contra as privatizações, o 1° de Maio, Dia Internacional de Luta da Classe Trabalhadora e avançar para necessária construção da greve geral em defesa dos direitos.

 

Manifestação contra a ditadura – anos 1970

Manifestação contra a ditadura – anos 1970

1º de maio de 2019

1º de maio de 2019

Compartilhe!

Link permanente para este artigo: http://www.intersindical.org.br/2020/02/26/os-saudosos-da-ditadura-militar-nao-passarao/