«

»

Imprimir Post

PARASITA É O GOVERNO QUE ALIMENTA OS RICOS TIRANDO DOS TRABALHADORES

Quem alfabetiza os filhos da classe trabalhadora em sua grande maioria? As professoras e professores da rede pública nas escolas municipais e estaduais.

Quem organiza a escola junto como os pais dessas meninas e meninos para garantir o funcionamento da escola, mesmo quando o prefeito, o governador, o presidente, cortam verbas básicas da educação? São os professores e demais funcionários das escolas, todos eles são funcionários públicos.

No Sistema Único de Saúde, o SUS, que é um dos maiores sistemas de saúde pública do mundo, abrangendo desde o simples atendimento através da Atenção Primária, até o transplante de órgãos, quem atende são enfermeiros, médicos, assistentes, em sua grande maioria, servidores públicos.

As pesquisas desenvolvidas nas Universidades Públicas que buscam melhorar as condições de vida da população trabalhadora, avançar na produção científica na área da saúde, são feitas em sua grande maioria por servidores públicos.

Quem literalmente bota a mão na massa, para garantir o funcionamento básico de acesso a água e saneamento, são servidores públicos.

Mas, para o ministro da economia de Bolsonaro, Paulo Guedes, que foi treinado no Chile na época da ditadura de Pinochet, que criou fundos de investimentos abocanhando para investidores financeiros quase R$ 300 milhões com recursos do BNDES e da PREV (previdência complementar dos funcionários do Banco do Brasil) quando estava no mercado financeiro, ou seja, para esse parasita, os servidores públicos é que são parasitas.

Quem chupa o hospedeiro e retira todos os recursos públicos que deveriam estar na educação, saúde, assistência social, saneamento é esse governo que odeia os trabalhadores. Parasita que sugou recursos do bolsa família, deixando famílias inteiras sem ter o que comer, que sugou dinheiro que deveria ir para obras que diminuíram o estrago das enchentes, parasita que quer acabar com os concursos públicos, reduzir salários e demitir os servidores que atendem a população trabalhadora, mas que não quer mexer nos privilégios das forças armadas e do judiciário.

Parasita que fez uma reforma da Previdência que aumentou a idade para aposentadoria dos trabalhadores, que a cada dia lança mais Medidas Provisórias, aprofundando a reforma trabalhista que significa mais demissões, menos direitos, menos salários. 

O que esperar de um ministro que chama servidores que atendem a população de parasitas? O que esperar do ministro parasita que acha um absurdo os trabalhadores terem o direito de viajar a passeio? Paulo Guedes nessa semana, novamente fez uma declaração mostrando seu ódio de classe, ao dizer : “…que antes era uma festa, todo mundo viajava, até uma empregada doméstica estava viajando para Disney”.

Para Paulo Guedes, para o governo Bolsonaro, os trabalhadores devem ser servis aos interesses do Capital, aceitar trabalhar sem direitos, aceitar receber cada vez menos, morrer de tanto trabalhar, morrer de fome, vítima dessa política de extermínio de direitos, desemprego e miséria.

É preciso expurgar o parasita, e isso se faz na luta do conjunto de nossa classe, nos locais de trabalho, estudo e moradia. Lutar por nenhum direito a menos, por melhores condições de vida e trabalho.

Link permanente para este artigo: http://www.intersindical.org.br/2020/02/13/parasita-e-o-governo-que-alimenta-os-ricos-tirando-dos-trabalhadores/