«

»

Imprimir Post

NÃO É LOUCURA: É ÓDIO E PRECONCEITO A ideologia do governo Bolsonaro  em movimento para atacar os direitos e a vida da classe trabalhadora

Nao tem justificativa. Nem mesmo a pouca inteligência e a enorme ignorância que o atual presidente já demonstrou sobre os problemas do Brasil são capazes de justificar as declarações carregadas de ódio, discriminação e preconceito ditas nessa semana.

Em entrevista a jornalistas, Bolsonaro afirmou que “os turistas que quiserem vir ao Brasil fazer sexo com mulheres, que fiquem a votande” e que o Brasil “não pode ser o país do mundo e do turismo gay”, dessa forma o presidente agrediu mulheres e homossexuais. Enxerga as mulheres como mercadoria para o turismo da prostituição e os homossexuais como aberração da natureza.

Na mesma semana em que destilou seu ódio contra quem não se submete ao seu mundo ideal e submisso, Bolsonaro declarou junto ao ministro da Educação sua intenção de acabar com as disciplinas de História, Sociologia e Filosofia, pois para esse governo é preciso se empenhar em disciplinas que “gerem retorno imediato”.

Retorno imediato para quem? Para os capitalistas que querem jovens e adultos servis, sem nenhuma consciência crítica, que sejam adestrados nas escolas e Universidades para as matérias que sejam de interesse único e exclusivo do Capital e que desconheçam sua própria história.

A cada vez que Bolsonaro e seus ministros vomitam o discurso de combate a ideologia, mais colocam a sua ideologia em movimento que tenta impor mais ódio e violência contra os homossexuais, submeter o corpo e a vida das mulheres, apagar e reinventar a História para submeter o conjunto da classe trabalhadora a um governo machista, homofóbico e servil aos interesses do Capital.

Esse é presidente da República, preconceituoso, homofóbico, que destila e propagandeia o ódio, que quer destruir os direitos da classe trabalhadora para atender os interesses da burguesia nacional e internacional, para isso tenta impor sua ideologia que nega a História da humanidade, estimula a violência contra mulheres e homossexuais e quer atingir o conjunto da classe trabalhadora com sua desumana reforma da Previdência.

AS MULHERES NÃO SÃO MERCADORIAS E NÃO VÃO SE SUBMETER AO TURISMO DE SEU GOVERNO PRESIDENTE.

OS HOMOSSEXUAIS SÃO SERES HUMANOS QUE LUTAM POR VIVER PLENAMENTE NUMA SOCIEDADE ONDE SER DIFERENTE NÃO SIGNIFIQUE SER DESIGUAL.

TER O DIREITO A ESTUDAR HISTÓRIA, SOCIOLOGIA E FILOSOFIA É DIRETO FUNDAMENTAL DE CONHECER A PRÓPRIA HISTÓRIA.

É HORA DE COLOCAR A INDIGNAÇÃO EM MOVIMENTO CONTRA TANTO ABSURDO E ATAQUE DESSE GOVERNO.

É HORA DE CONSTRUIR A GREVE GERAL EM DEFESA DA PREVIDÊNCIA, POR MELHORES CONDIÇÕES DE VIDA E TRABALHO.

Link permanente para este artigo: http://www.intersindical.org.br/2019/04/28/nao-e-loucura-e-odio-e-preconceito/