«

»

Imprimir Post

REDUÇÃO DE DIREITOS E SALÁRIOS, MAIS VIOLÊNCIA E MISÉRIA. É ISSO QUE BOLSONARO QUER.

Quem tem que dar duro todos os dias para garantir comida, moradia e estudo vive dias muito difíceis

Enquanto a vida das mulheres, dos jovens, e do conjunto dos trabalhadores está cada vez mais difícil, para os empresários os lucros voltam a crescer na exata medida em que aumentam as demissões, retiram direitos e diminuem os salários. Conseguiram isso com sua reforma trabalhista aprovada pelo governo Temer e pela maioria dos deputados e senadores que estão em Brasília.

A miséria aumenta, as mortes nas periferias também, sendo que a maior parte por causa da repressão da Polícia Militar. E depois do congelamento dos gastos do Estado, o que já estava muito ruim na saúde e na educação piorou. Pessoas vão para os hospitais e não conseguem atendimento, e nas escolas até merenda falta.

Coisas que você talvez não saiba ou não consegue acreditar, mas são a pura verdade.

Em momentos tão difíceis como esse aparecem aqueles que se utilizam do seu sofrimento e de sua revolta para se aproveitar. Mentem descaradamente e se comportam como salvadores da pátria, mas na realidade o que querem é apenas seu voto, te passar a perna para piorar o que já está muito ruim.

Abra bem os olhos e enxergue o que o tal salvador da pátria na realidade defende:

– Os patrões e seus governos tentaram apagar a história dos trabalhadores no Brasil, para que você não enxergue que os direitos que temos hoje foram conquistados através de muita luta. Os direitos como 13֩ salário, férias, licença maternidade não caíram do céu, muita gente deu a vida para garantir esses direitos.

Bolsonaro candidato a presidente pelo PSL já disse que vai reduzir direitos. Ele defende a informalidade dos contratos de trabalho, ou seja, trabalhar recebendo menos e sem nenhum direito. Não é só o vice dele, o general da reserva Hamilton Mourão que defende o fim de direitos, como o 13֩ e o 1/3 das férias. O próprio Bolsonaro já disse para os empresários que se ele for presidente vai acabar com os direitos para garantir vida boa para os patrões. E agora, nas vésperas da eleição, ele mente descaradamente, dizendo que não vai mexer em direitos, tudo isso para enganar os trabalhadores.

– Ele se aproveita da religião de cada um para atacar mulheres e homossexuais, se dizendo um defensor da moral e dos bons costumes. Para Bolsonaro mulher tem que receber menos que os homens. Para ele a licença maternidade é um problema. Ou seja, esse cara está dizendo que sua mãe, sua filha, sua companheira são seres inferiores que não devem ter igualdade de direitos. Esse cara, diz que homossexuais têm que ser tratados na porrada e morrer. Se ele foi capaz de dizer que preferia que um filho homossexual morresse, imagina o que ele faria se fosse presidente, com os filhos e filhas homossexuais dos outros?

– Bolsonaro defende a ditatura militar, uma forma de governo que prendeu e matou muitos trabalhadores. Os militares fizeram isso para que os patrões conseguissem reduzir direitos e diminuíssem ainda mais os salários dos trabalhadores. Quem Bolsonaro chama de vagabundo e terrorista que mereciam morrer, eram pais, mães e jovens trabalhadores que lutaram para que tivéssemos os direitos que temos hoje.

Não desrespeite sua inteligência: esse cara que diz que vai fazer e acontecer, votou a favor da reforma trabalhista dos patrões que acaba com os direitos. Votou para que não vá nenhum centavo para saúde e educação. Ele que diz que defende a liberação das armas, na realidade vai armar ainda mais quem já mata os jovens, negros e trabalhadores na periferia.

Bolsonaro, zomba e tenta enganar quem mais sofre com a situação de desemprego, arrocho salarial e péssimas condições de vida e trabalho.

Então se respeite e respeite os seus. Nesse dia 07 de outubro, não dê seu voto para quem vai atirar contra você, abra bem os olhos e enxergue que com Bolsonaro, o que já está ruim, vai ficar pior e que não tem outro caminho que não seja se mexer, se colocar em luta pois só assim vamos conseguir melhores condições de vida e trabalho.

Link permanente para este artigo: http://www.intersindical.org.br/2018/10/04/reducao-de-direitos-e-salarios-mais-violencia-e-miseria/