«

»

Imprimir Post

Servidores municipais de Porto Alegre seguem firmes na greve

Os trabalhadores do serviço público municipal de Porto Alegre estão em greve há 30 dias, firmes enfrentam os ataques do governo Nelson Marchezan Júnior (PSDB), o prefeito que comanda um desmonte das políticas públicas da capital do RS e afeta diretamente a vida da classe trabalhadora que depende desses serviços que foram conquistados através de muita luta.

A cada dia, o governo retira mais direitos da população trabalhadora, ou seja, como gerente do Estado defende os interesses da burguesia, faz o mesmo que o governo federal que com a Reforma Trabalhista dos patrões e a Ementa Constitucional 95, que congelou investimentos nas áreas sociais por 20 anos aprofundam a precarização das condições de vida e trabalho do conjunto da classe trabalhadora.

A pauta de reivindicações dos trabalhadores além da exigência de reajuste dos salários (congelados há dois anos), o fim do desmonte do plano de carreira, manutenção do Regime Próprio de Previdência Social (RPPS) dos servidores do Município, gerido pelo Previmpa (Departamento Municipal de Previdência dos
Servidores) e melhores condições de trabalho, também exige a não privatização de setores da prefeitura e o combate à precarização dos serviços públicos.

O governo se recusa a discutir a pauta de reivindicações, mas a categoria segue mobilizada enfrentando os ataques, que vem desde punições, pressão e agressão do braço armado do Estado com suas guardas municipais e polícia militar. Os trabalhadores seguem construindo a greve, pois aprenderam que este é um instrumento legítimo de defesa dos direitos.


A Intersindical – Instrumento de Luta e Organização da Classe Trabalhadora está presente também nesta luta junto aos trabalhadores do serviço público municipal de Porto Alegre, firmes na greve, por nenhum direito a menos e para avançar rumo a novas conquistas.

Link permanente para este artigo: http://www.intersindical.org.br/2018/08/31/nota-de-apoio-greve-dos-municiparios-de-porto-alegre-rs/