«

»

Imprimir Post

A BURGUESIA ESCANCARANDO SEU ÓDIO DE CLASSE O atentado ao acampamento dos apoiadores de Lula em Curitiba é mais uma demonstração do ódio de classe da burguesia que ora permanece oculto, ora se escancara

A Intersindical – Instrumento de Luta e Organização da Classe Trabalhadora não participa das ações organizadas pelas Frente Povo Sem Medo e Frente Brasil Popular, que colocam como prioridade de ação tão somente a discussão em torno das eleições desse ano e da candidatura de Lula, secundarizando a luta mais importante que é a luta contra os ataques aos direitos, salários, emprego, moradia que se ampliam contra os trabalhadores. Por isso,  nossa unidade está presente nas mobilizações que claramente se colocam contra as reformas impostas pelos patrões e por seus governos.

Sabemos que a condenação e a prisão de Lula percorreram o caminho da seletividade escolhida por um dos braços do Estado, o Judiciário, que mantêm impunes tantos outros como Aécio Neves, Eduardo Azeredo/PSDB, Temer/MDB que têm contra si diversas provas de práticas de corrupção. O ataque à caravana do PT e agora o atentado ao acampamento organizados por movimentos sociais em Curitiba é mais do que um ataque ao Lula e ao PT, é o ódio de classe da burguesia que, de tempos em tempos , escolhe a melhor forma de se expressar.

Se por mais de uma década a burguesia permitiu que o PT fosse seu gerente na máquina do Estado para impor um pacto de conciliação de classes, que fragmentou e apassivou a luta dos trabalhadores, agora troca-se o gerente para avançar ainda mais contra os direitos e escancara seu ódio de classe contra os trabalhadores.

Mais do que repudiar o atentado contra o acampamento em Curitiba, é preciso fortalecer as ações que denunciem a violência contra nossa classe que é cometida ou apoiada por esse Estado que está serviço do Capital que explora e mata.

Link permanente para este artigo: http://www.intersindical.org.br/2018/05/02/burguesia-escancarando-seu-odio-de-classe/