«

»

Imprimir Post

Siderúrgicas instaladas no país se aproveitam da medida do governo americano para ampliar o ataque aos trabalhadores: A taxação do aço importado feito pelo governo do EUA é mais uma medida para os capitalistas aumentarem a concorrência entre si e a exploração contra os trabalhadores.

Na semana passada a imprensa publicou várias notícias falando da medida do governo americano que taxa em 25% o aço importado que chega aos EUA.

As siderúrgicas instaladas no país se aproveitam disso para tentar avançar nos ataques contra o emprego e os salários dos trabalhadores: tentam esconder que a medida do governo americano é mais uma ação do Estado para garantir a concorrência entre as indústrias, ou seja, não é pagando menos ou mais impostos que está a fonte determinante de seus lucros: a real fonte de lucro está no aumento da exploração contra os trabalhadores pagando salários cada vez menores e retirando direitos.

Alguns sindicatos e centrais sindicais divulgaram um documento em que criticam a medida do governo americano, defendem as siderúrgicas instaladas no país e não denunciam o que as empresas fazem no dia a dia contra os trabalhadores: arrocho salarial, a retirada de direitos e a piora das condições de trabalho.

A Intersindical, junto com os Sindicatos que dela fazem parte, não assinou esse documento, pois a tarefa das Organizações dos trabalhadores é organizar a luta contra as ações dos patrões em qualquer empresa capitalista e de seus governos que buscam sempre mais formas de ampliar a exploração contra o conjunto da classe trabalhadora.

Link permanente para este artigo: http://www.intersindical.org.br/2018/03/11/siderurgicas-instaladas-no-pais-se-aproveitam-da-medida-do-governo-americano-para-ampliar-o-ataque-aos-trabalhadores/