«

»

Imprimir Post

10 DE NOVEMBRO É DIA NACIONAL DE PARALISAÇÃO CONTRA A REFORMA TRABALHISTA DOS PATRÕES. OU VOCÊ SE MEXE, OU VÃO MEXER NOS SEUS DIREITOS!

Não foram concessões de patrões e de nenhum governo: os direitos que temos garantidos na CLT e nas Convenções e Acordos Coletivos de Trabalho são fruto da luta de gerações de nossa classe que vieram antes que garantiram essas conquistas.

E para impedir que todos esses direitos sejam jogados no ralo a partir do dia 11 de novembro, quando a reforma trabalhista dos patrões aprovada pelo governo Temer/PMDB e pelos seus outros capachos no Congresso Nacional começa a vigorar, é preciso ampliar a mobilização retomando as lutas que extrapolem as cercas das categorias.

Metalúrgicos, trabalhadores têxteis, químicos, trabalhadores nos Correios, todos têm data-base agora no segundo semestre e o ataque patronal é o mesmo: querem exterminar os direitos que temos nas Convenções Coletivas de Trabalho que são superiores ao que temos na CLT, impor a terceirização geral e a ampliação dos contratos temporários, acabar com a estabilidade dos trabalhadores vítimas de doenças e acidentes provocados pelo trabalho, entre tantos outros direitos que os trabalhadores organizados com seus Sindicatos na luta garantiram.

Não tem outro caminho para impedir esse ataque que não seja a luta dos trabalhadores e, como parte dessa mobilização que tem que se ampliar, a Intersindical em unidade de ação com as demais Organizações de Trabalhadores, Sindicatos e Centrais sindicais está na preparação do DIA NACIONAL DE PARALIZAÇÃO, 10 DE NOVEMBRO, véspera da implementação da reforma dos patrões que significa um massacre aos direitos trabalhistas.

Vamos nos empenhar para garantir assembleias e paralisações atingindo principalmente as indústrias, que estão comemorando a retomada da expansão de seus lucros. É através da força de trabalho dos trabalhadores que os patrões lucram e concentram sua riqueza. É de dentro das fábricas que nasceram importantes lutas dos trabalhadores contra os ataques dos patrões.

Então vamos juntos e firmes construir um grande dia de luta para garantir os direitos, os salários e os empregos.

Metalúrgicos Ipatinga Metalúrgicos Baixada Santista Metalúrgicos Campinas e regiãoTêxteis Blumenau e região

Químicos Vinhedo

Link permanente para este artigo: http://www.intersindical.org.br/2017/10/29/10-de-novembro-e-dia-nacional-de-paralisacao-contra-a-reforma-trabalhista-dos-patroes/