«

»

Imprimir Post

Juntos com o Sindicato dos Químicos de Vinhedo trabalhadores na Unilever estão em greve contra as demissões e a terceirização

A Unilever anunciou na semana passada que pretende terceirizar todo o setor da logística, avançar com a terceirização também no setor de processos e demitir vários trabalhadores na função de H2.

O próprio comunicado da Unilever mostra que a intenção da direção da empresa é aumentar seus lucros demitindo e lucrar ainda mais com a terceirização pois quem for contratado na empresa terceirizada vai receber salários menores e não terá os direitos garantidos hoje na Convenção Coletiva de Trabalho

A intenção da Unilever é começar pela logística e processos para depois avançar na terceirização em toda a produção.

O projeto de lei dos patrões sobre a terceirização que foi aprovado pelo governo Temer/PMDB e pela maioria dos deputados e senadores tem por objetivo permitir que as empresas terceirizem toda a produção. É isso que a Unilever tenta colocar em prática agora.

Portanto todos estão ameaçados por esse ataque da empresa, não só quem trabalha nos setores que a empresa anunciou que quer demitir.

PARA ENFRENTAR MAIS ESSE ATAQUE, OS TRABALHADORES JUNTOS COM O SINDICATO DECIDIRAM: É GREVE CONTRA AS DEMISSÕES E A TERCEIRIZAÇÃO

A Intersindical segue firme com os companheiros na luta contra mais esse ataque da Unilever.

Firmes na greve, instrumento legitimo de de defesa dos trabalhadores contra os ataques patronais.

Veja o jornal completo do sindicato aqui!

Link permanente para este artigo: http://www.intersindical.org.br/2017/09/30/juntos-com-o-sindicato-dos-quimicos-de-vinhedo-trabalhadores-na-unilever-estao-em-greve-contra-as-demissoes-e-a-terceirizacao-2/