«

»

Imprimir Post

Metalúrgicos de Limeira na luta contra a Terceirização

Com informações do Sindicato dos Metalúrgicos de Limeira e Região

Na manhã desta terça-feira (06/08), o Sindicato dos Metalúrgicos de Limeira, Rio Claro e Região esteve junto com os trabalhadores da TRW, uma das empresas que mais tem trabalhadores terceirizados na cidade, e da Iochpe-Maxion (Fumagalli) em ato de protesto contra o Projeto de Lei 4330, do deputado federal Sandro Mabel (PMDB-GO), que será votado hoje no Congresso Nacional, e que, se aprovado, irá ampliar a possibilidade de terceirização nas empresas.

O projeto estende a terceirização para as chamadas atividades-meio, revogando norma do TST (Tribunal Superior do Trabalho) que limita a terceirização às atividades-fim. Permite ainda, a subcontratação, o que chamamos de quarteirização.

A direção do nosso Sindicato repudia a proposta do deputado, sendo contra todo tipo de terceirização. Entendemos que, a terceirização precariza as relações de trabalho e divide os trabalhadores de uma mesma empresa.

Segundo informações do Dieese, existem cerca de 11 milhões de trabalhadores terceirizados no Brasil. Eles recebem, em média, o equivalente a um terço do que ganha o contratado de forma direta, não tem os mesmos benefícios conquistados através de acordos e convenções coletivas e vê seus direitos limitados. Além disso, tem uma jornada de trabalho com quase três horas a mais na semana e sofrem mais acidentes de trabalho.

Queremos propostas que atendam os interesses da classe trabalhadora. A precarização do trabalho com a ampliação das terceirizações interessa apenas ao capital, pois diminuem salários e direitos dos trabalhadores e ampliam os lucros das empresas. Vamos dizer não a PL 4330 e qualquer outra que amplia a terceirização! Vamos nos manter firmes na luta contra a terceirização!

Compartilhe!

Link permanente para este artigo: http://www.intersindical.org.br/2013/08/08/metalurgicos-de-limeira-na-luta-contra-a-terceirizacao/