«

»

Imprimir Post

RESOLUÇÃO SOBRE A ORGANIZAÇÃO DA INTERSINDICAL

A Conferência Nacional da Intersindical, realizada nos dias 25 e 26/08/07, em S. Paulo, após analisar a conjuntura, fazer um balanço de suas ações, debater a reorganização do movimento sindical e sua organização:

  • Reafirma que o compromisso, político, programático, financeiro e organizativo das entidades são fundamentais para o fortalecimento da Intersindical e conseqüentemente das lutas e mobilizações contra os ataques dos patrões e dos governos federal, estadual e municipais;
  • Constata que, apesar das inúmeras iniciativas e dos acertos de suas ações, da participação em diversas eleições sindicais, das atividades conjuntas como as desenvolvidas no semestre passado, a Intersindical padece da necessidade de uma maior e melhor organização e funcionamento nacional, nos diversos Estados e regiões.

E DECIDE:

  • Fortalecer a Coordenação Nacional, ampliando sua composição, objetivando dar-lhe maior agilidade política;
  • Criar as Coordenações Estaduais e Regionais, através de plenárias e Encontros;
  • Definir as frentes de atuação prioritárias e envolver a base das categorias;
  • Construir a organização a partir dos locais de trabalho;
  • Reforçar a estrutura de comunicação: site e publicações;
  • Organizar os coletivos por ramo (bancários, metalúrgicos, servidores federais), categoria, frentes de atuação;
  • Organizar o Coletivo Jurídico, Coletivo de Comunicação, o Coletivo da Juventude Trabalhadora, e o Coletivo de Comunicação da Intersindical conforme o encaminhamento da mesa;
  • Discutir no prazo de 60 dias, com as entidades sindicais a contribuição financeira para a Intersindical, verificando naquelas que não têm a menor possibilidade de definir os 2%, as formas de contribuição das mesmas e numa reunião nacional da Coordenação definir a forma de contribuição para a Intersindical;
  • Organizar um Coletivo de Finanças, que pense uma política financeira para Intersindical, que vá além da contribuição dos 2%;
  • Ampliar o Coletivo de Formação da Intersindical, incorporando os temas já aprovados no Encontro Nacional e demais temas da ordem do dia, tais como: Princípios e Concepção Sindical;
  • Participar dos congressos nacionais e estaduais das diversas entidades onde atuamos, disputando nossas posições. Vale ressaltar a importância da disputa nas secções sindicais das entidades federais, como o ANDES-SN e o SINASEFE;
  • Ter estreita e ampla aliança com os movimentos sociais, buscando definir políticas para os diversos movimentos, como o da juventude, educação, aposentados/aposentadas, gênero, raça/etnia, orientação sexual, moradia, objetivando potencializar a luta;
  • Criar os fóruns estaduais de mobilização;
  • Fazer um amplo balanço político, financeiro e organizativo da Intersindical;
  • Fazer um balanço das eleições das quais participamos;
  • Manter um calendário atualizado permanentemente com as eleições importantes para a Intersindical e com a Agenda Prioritária;
  • Manter uma solidariedade efetiva e permanente com as entidades sindicais, movimentos e lutadores e lutadoras sociais;
  • Organizar debates estaduais com os temas: Reforma da Previdência, Reforma Sindical e Trabalhista e Criminalização dos Movimentos Sociais ainda neste semestre;
  • Realizar um Encontro Nacional da Educação;
  • Realizar o Encontro Nacional da Intersindical em março de 2008;
  • Realizar um Seminário Internacional para debater as experiências dos trabalhadores e trabalhadoras hoje, relação partido, estado e autonomia dos movimentos sociais e definir formas de intercâmbio.

OUSAR LUTAR, OUSAR VENCER!
INTERSINDICAL

Link permanente para este artigo: http://www.intersindical.org.br/2012/10/04/resolucao-sobre-a-organizacao-da-intersindical/