«

»

Imprimir Post

Trabalhadores na USIMINAS em Cubatão/SP param a produção em defesa da vida

Na manhã de hoje os trabalhadores na Usiminas em Cubatão paralisaram a produção por 2 horas, a ação faz parte da luta em defesa da vida e da saúde que estão sendo exterminadas dia após dia dentro da fabrica.

Desde a privatização realizada em 93 até o ano de 2010, cinqüenta e um trabalhadores perderam a vida vitimas das péssimas condições de trabalho impostas pela Usiminas. Além das mortes, são centenas de trabalhadores doentes, dentro da fabrica e os que já estão aposentados e agora sofrem com a tentativa da direção da empresa em acabar com o plano de saúde.

A direção da Usiminas no dia de hoje faz uma comemoração pelos 48 anos da instalação da empresa em Cubatão/SP, comemoração essa regada ao sangue dos trabalhadores que adoecem e morrem dentro da empresa.

O Ministério do Trabalho responsável por fiscalizar e punir as empresas que provocam acidentes, doenças e mortes, assiste conivente, pois nada fez em relação à situação gravíssima que acontece dentro da Usiminas. Várias foram as denuncias feitas à Delegacia Regional do Trabalho e a resposta foi uma “fiscalização” com a maioria da fabrica parada que não resultou em nenhuma punição e exigência de melhoria das condições de trabalho na fabrica.

A paralisação atingiu toda a produção. Na manifestação os trabalhadores na Usiminas, Usimec e a imensa maioria dos trabalhadores que trabalham nas empresas terceirizadas dentro da mesma planta

A mobilização de hoje faz parte da ação organizada pelo Sindicato dos Metalúrgicos de Santos e pela Intersindical, que se estenderá a protestos mais intensos, pois somente organizados na luta conseguimos enfrentar os patrões que com a convivência do Estado comemoram seus lucros matando os trabalhadores.

Compartilhe!

Link permanente para este artigo: http://www.intersindical.org.br/2012/10/03/trabalhadores-na-usiminas-em-cubatao-sp-param-a-producao-em-defesa-da-vida/