«

»

Imprimir Post

MST fecha rodovias em protesto à repressão no RS

Mais de mil integrantes do MST fecham na manhã desta quinta-feira (08/05) onze rodovias no Rio Grande do Sul em protesto à repressão da Brigada Militar contra as famílias do acampamento* de São Gabriel, na Fronteira Oeste do Rio Grande do Sul. Os protestos tiveram inicio às 8h.

Desde às 6h da manhã, a Brigada Militar cercou uma área de 4km do acampamento do MST, não deixando que apoiadores das famílias e nem a imprensa se aproximem do local.

Os policiais querem vistoriar o acampamento, argumentando que pretendem recuperar o que o MST supostamente tirou da Fazenda Southall, quando foi ocupada em 14 de abril. No entanto, até o momento, as famílias não receberam nenhum mandado judicial e afirmam que irão resistir à ação dos
policiais.

O MST condena ação da Brigada Militar, que tem como objetivo amedrontar as famílias e até mesmo humilhá-las. O movimento também critica o atual governo estadual de Yeda Crusius (PSDB), que até o momento não destinou nenhuma verba para a criação ou sustentação de assentamentos no RS, mas é conivente com a repressão da Brigada Militar aos movimentos sociais e aos trabalhadores em geral.

Repressão

Desde ontem à noite, a Brigada Militar está engrossando o efetivo de policiais perto do acampamento em São Gabriel, para preparar a invasão da área nesta quinta-feira. De acordo com informações não-oficiais, a BM está com mandado de busca e apreensão e argumenta que irá revistar as famílias para encontrar o que elas teriam supostamente tirado da Fazenda Southall.

O MST alerta para a possibilidade de mais um conflito na região. Isso porque as ações da Brigada Militar contra os Sem Terra são marcadas pela violência. Cerca de mil homens, mulheres e crianças estão no acampamento montado em uma área que já pertence ao Incra (Intituto Nacional de Colonização e Reforma Agrária) e será destinada à reforma agrária.

Os sem terra responsabilizam a Brigada Militar e o governo do Estado por qualquer conflito que venha ocorrer em São Gabriel. Todas as ações da Brigada Militar comandadas pelo subcomandante Mendes contra o MST, ou qualquer outra organização de trabalhadores, têm resultado em tristes conflitos. O mais recente envolvendo o movimento ococrreu em Rosário do Sul, durante as atividades que marcaram o Dia da Mulher, em 8 de Março, quando mais de 50 trabalhadoras foram feridas por homens da polícia, que as atacaram com a cavalaria, bombas de gás e balas de borracha.

As onze rodovias bloqueadas:

BR-293: trevo de Piratini
BR-386: Nova Santa Rita
BR-158: Santana do Livramento
BR-286: São Luiz Gonzaga
BR-116: Arroio Grande
BR-158: Julio de Castilhos
BR-285: Lagoa Vermelha
BR-290: Charqueadas
BR-293: Hulha Negra
RS-324: Pontão
RS-324: Gramado dos Loureiros

*O acampamento do MST fica na Fazenda São Paulo II, área desapropriada em abril pelo Incra. A área fica na RS-630, Distrito do Suspiro, a 4km do Bar da Lagoa e a 35km da área urbana de São Gabriel.

Compartilhe!

Link permanente para este artigo: http://www.intersindical.org.br/2012/10/03/mst-fecha-rodovias-em-protesto-a-repressao-no-rs/